Beleza: os 5 procedimentos estéticos mais procurados pelas portuguesas

Beleza: os 5 procedimentos estéticos mais procurados pelas portuguesas

Partilhe este artigo:

Vivemos num período em que a imagem tem cada vez mais valor. É inevitável que, em frente ao espelho, olhemos para o nosso reflexo e reparemos numa gordura a mais, numa ruga “nova”, nas formas do corpo, nas “peles a mais”, no “volume a menos” e imaginemos modificar qualquer coisa. A imagem leva à interrogação: “se pudesse mudar qualquer coisa, o que faria?”.

Apesar de uma crescente procura por parte dos homens, as mulheres ocupam ainda cerca de 85% da minha prática clínica. Querem ver-se jovens, ganhar confiança, recuperar a forma física, estar a 100% e preocupam-se com isso. Não podemos censurá-las, elas merecem-no e a Cirurgia Plástica pode ajudar.

Mas afinal o que procuram as mulheres portuguesas?

A maioria das mulheres que entram no meu gabinete estão preocupadas com a face, a mama, a cintura, o abdómen ou os pequenos lábios (vaginais) e são estas as zonas que mais me pedem para corrigir/tratar.

Seja para tirar rugas, para amenizar olheiras, redefinir maçãs do rosto ou acabar com a flacidez do pescoço, as opções para rejuvenescimento do rosto são inúmeras e muitas vezes sem necessidade de cirurgia. A escolha mais frequente acaba por ser a utilização de toxina botulínica, medicamento injetado nos músculos, paralisando-os e acabando com as tão indesejadas rugas da testa e “pés de galinha”. O efeito não é eterno e, para mantê-lo, requer a repetição de tempos a tempos, mas o procedimento é rápido e sem marcas, podendo até ser realizado numa pausa de hora de almoço.

A nível da mama não há novidades: o aumento continua a ser o procedimento cirúrgico mais desejado, seja porque a mama sempre teve menos volume do que o desejado ou pelas alterações da maternidade. Mas as portuguesas não seguem um modelo “americano”, não procuram grandes volumes: têm preocupação com a forma e o equilíbrio. O tempo de recuperação é curto (a paciente pode ir trabalhar em poucos dias) e as cicatrizes vão desaparecendo com o tempo. E se a mama se quer imponente, a cintura quere-se bem delineada: através da lipoaspiração, com uma a duas horas no bloco, livram-se das gordurinhas indesejadas e ainda conseguem definir a musculatura. Mas atenção! A lipoaspiração não é procedimento para perda de peso. Permite corrigir o contorno e eliminar áreas de gordura localizada que muitas vezes, mesmo no ginásio, é difícil ver-se livre dela. O exercício físico e uma alimentação saudável são fatores essenciais para manter e ampliar os resultados.

Para casos mais extremos, como perda de muito peso ou em alguns casos pós-gravidez, em que o abdómen fica naturalmente mais flácido e com excesso de pele, a opção acertada é uma abdominoplastia. Com uma incisão baixa, em forma de meia-lua, removemos cirurgicamente o excesso de pede e gordura que se encontra entre o umbigo e o púbis. Apesar do comprimento da cicatriz, esta pode ser colocada numa posição abaixo da linha do bikini para evitar qualquer problema de exposição.

Entre os cinco procedimentos mais procurados está também a redução de pequenos lábios. Consiste na remodelação dos pequenos lábios e do clitóris. O alargamento dos pequenos lábios é frequente, às vezes pela própria natureza, mas muitas vezes associado ao parto, trazendo desconforto no dia-a-dia, no simples vestir, na atividade sexual ou na prática de desporto. Não é por isso de estranhar que as mulheres se preocupem em tratar desta zona do corpo tantas vezes esquecida quando pensamos em procedimentos estéticos. Aquando da labioplastia, é também frequente as mulheres aproveitarem para reduzir o excesso de pele à volta do clitóris, abordando, assim, não só a questão funcional mas também a questão estética e do prazer sexual. Nestes casos, apesar de poderem retomar a vida profissional uma semana depois, é comum que a zona se mantenha inchada durante alguns dias, sendo obrigatório um período de abstinência sexual.

Acredito que as portuguesas procuram a Cirurgia Plástica porque se preocupam em cuidar de si, tornando-se mulheres mais confiantes e destemidas. Afinal, a confiança é uma característica muito atraente e que traduz um equilíbrio interior. E que mais poderíamos nós pedir do que mulheres felizes e que gostem delas próprias?

Partilhe este artigo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *