Bodytite: a tecnologia para dizer adeus à gordura localizada

Bodytite: a tecnologia para dizer adeus à gordura localizada

Partilhe este artigo:

Atualmente, os estereótipos de elegância e perfeição impactam cada vez mais a imagem que as mulheres têm do seu corpo e a que acham que os outros têm. Principalmente nesta altura, em que um novo ano começa e o anterior é posto em retrospetiva, muitas vezes se reflete sobre o que menos se gosta em nós e o que fazer para mudar isso. No topo da lista, como maiores protagonistas ao nível de inseguranças encontram-se, normalmente, a gordura localizada e a flacidez da pele.

Neste sentido, as intervenções para conseguir um aspeto mais esbelto e tonificado são bastante procuradas, mas comummente apenas se ouve falar da lipoaspiração como a solução para estes problemas. Contudo, com a medicina estética sempre a inovar, será que existem outros procedimentos à nossa disposição?

O Bodytite é uma máquina inovadora pensada para ajudar a conseguir melhores resultados na eliminação da gordura, através de tecnologia de radiofrequência que sobreaquece a pele e leva à sua retração e consequente firmeza.

Esta máquina é composta por um manípulo com duas extremidades: uma cânula fina que se insere na pele e uma sonda que se posiciona no exterior do corpo, sendo a radiofrequência transferida entre ambas e aplicada nos tecidos. Desta forma, dá-se o aquecimento da pele que vai provocar a reorganização das fibras e a retração dos septos que unem a pele aos tecidos mais profundos. O resultado? Uma pele mais homogénea e firme.

O Bodytite pode atuar “sozinho” em casos menos severos ou ser combinado, por exemplo, com a lipoaspiração em casos mais complexos. Assim, num caso mais complexo, é possível com a lipoaspiração retirar o excesso de volume e esculpir a forma e, de seguida, com o Bodytite corrigir e acentuar a retração da pele, de forma a que todo essa zona do corpo fique mais tonificada.

Para além da vertente body, esta máquina também se adapta à face dispondo de cânulas mais pequenas que permitem corrigir a flacidez nesta zona delicada e conseguir um melhor contorno da mandibula, um pescoço mais liso ou uma face mais uniforme.

Além dos seus resultados comprovados, outra das grandes vantagens do Bodytite é que permite atuar deixando cicatrizes mínimas e, por isso, é uma boa solução para todas as zonas onde geralmente há queixas de laxidão e onde outros procedimentos podem não ser ideais, como a face e os antebraços. Esta tecnologia pode também ser uma solução no combate à tão odiada celulite.

Mas será que uma máquina que utiliza radiofrequência é segura? Sim, é, uma vez que ambas as extremidades do manípulo do Bodytite têm um regulador de temperatura com o qual é possível controlar a quantidade de energia emitida e o efeito que esta tem nos tecidos. Desta forma, é possível ao cirurgião plástico escolher se pretende atuar mais ao nível da retração da pele ou da destruição de gordura localizada.

Apesar dos seus resultados e vantagens, é importante referir que o Bodytite é um tratamento minimamente invasivo. Como tal, deve ser feito num bloco operatório, pois necessita de anestesia local ou sedação e de um cirurgião plástico com as competências necessárias para utilizar a máquina com toda a segurança.

O Bodytite é uma ferramenta nova, muito útil e sem dúvida que vem ocupar um lugar especial na plástica. Contudo, cada caso é um caso e é fundamental decidir em conjunto com o cirurgião qual o tratamento adequado a si, ao seu corpo e ao que pretende.

Ver o artigo original sobre Bodytite na Women’s Health.

Partilhe este artigo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *