FAQs

FAQs

Como escolher o meu cirurgião?
Embora muitos tipos de médicos possam realizar procedimentos estéticos, estará a confiar a sua aparência e vida ao médico que escolher. Cada procedimento de cirurgia ou medicina estética envolve riscos e potenciais complicações potenciais. Deverá estar confiante de que o cirurgião que escolher está devidamente treinado e qualificado para realizar o procedimento. Uma forma de o fazer é confirmar que é um membro da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (ISAPS), pode fazê-lo em: http://www.isaps.org/find-a- surgeon/

Posso amamentar depois de uma redução ou aumento mamário?
Claro que pode. Certifique-se que o seu cirurgião opta por uma técnica que potencia a possibilidade de amamentação e que está confortável em realizar o procedimento.

As próteses mamárias dificultam o diagnóstico de cancro da mama?
Não. Tanto colocadas em posição retromuscular como retroglandular as próteses não perturbam o diagnóstico.

Quanto tempo dura o resultado do rejuvenescimento facial não cirúrgico (botox, ácido hialurónico)?
Com o botox (toxina botulínica) manterá os seus resultados em média 6-9 meses. O ácido hialurónico depende da área de aplicação e da formulação utilizada (variante de acordo com o objectivo e área de tratamento), podendo ir de 6 a 18 meses.

Que cuidados tenho de ter no pós-operatório de uma cirurgia estética?
Qualquer procedimento tem indicações de pós-operatório que devem ser seguidas para minimizar complicações e potenciar os resultados que deseja. Os procedimentos têm cuidados específicos, certifique-se que o seu cirurgião lhe fornece essas indicações e siga-as. Nenhum procedimento médico ou cirúrgico é isento de cuidados, não devemos banalizar ou cuidados com a saúde.

Qual a melhor altura do ano para fazer uma cirurgia estética?
Não existe uma proibição sazonal para a realização de uma cirurgia. No entanto, ser submetida a uma intervenção durante os meses mais frios poderá ter algumas vantagens. Alguns procedimentos, mais extensos, resultam em edema pós-operatório. A resolução deste edema será dificultada pelo calor, pelo que no Inverno a sua recuperação será, teoricamente, mais rápida. Também é no Verão que os corpos estão mais expostos, por essa razão, será benéfico que nesta altura do ano já tenha completado a sua recuperação, sendo operada nos meses anteriores. Por último, o pós-operatório de alguns procedimentos, como a abdominoplastia e a lipoaspiração, exigem a utilização de vestuário compressivo. A sua utilização será mais fácil no Inverno pois além estar menos calor, as roupas de Inverno também cobrem com facilidade as peças de compressão.

Relembro que para uma recuperação tranquila e sem complicações é fundamental seguir as indicações do seu cirurgião.